Tamy Itsumo Otome ~[Hiatus]~: Fevereiro 2009

Blog melhor visualizado pelo fire fox.

Caso não tenha recomendo baixar

sábado, 28 de fevereiro de 2009

Fruits Basket: Kissy Kissy

Lendas Japonesas: A criação do mundo!

world Pictures, Images and Photos

seguinte estória da criação é um reconto a partir do Kojiki, a mais antiga crônica do Japão, compilada em 712 E.C. por Ono Yasumaro. Esta versão é de mais fácil entendimento para o leitor moderno do que o original, mas suas características essenciais foram preservadas. A busca por Izanami no submundo é um reminescente da busca do semideus Orpheus por sua mulher Eurídice, no Hades, e mesmo do mito Sumeriano da descida de Innana ao submundo.




O Início do mundo




Antes do Céu e da Terra virem à existência, havia o Caos, inimaginavelmente ilimitado e sem forma definida. Por eras e eras a fio: e aí ..., dessa massa sem fronteiras e sem forma emergiu algo leve e transparente e formou o céu. Este algo era a Planície dos Céus Elevados, na qual se materializou uma deidade chamada Ame-no-Minaka-Nushi-no-Mikoto (a Deidade-do-Augusto-Centro-do-Céu).
Logo depois os Céus deram a luz a uma deidade chamada Takami-Musubi-no-Mikoto (a Elevada-Augusta-Deidade-Produtora-de- Maravilhas), seguida de uma terceira chamada Kammi-Musubi-no-Mikoto (a Divina Deidade-Produtora-de-Maravilhas).Estes três seres divinos foram chamados de As Três Deidades Criadoras.
Enquanto isto, o que era pesado e opaco neste vazio gradualmente se precipitou e se transformou na terra, mas levou um tempo imensamente longo para se condensar suficientemente e formar um solo sólido. Em seu estágio primordial, por milhões e milhões de anos, a terra se assemelhava a uma mancha de óleo flutuante, como uma água-marinha na superfície da água. De repente, como que jorrando por um tubo, dois seres imortais nasceram de suas entranhas. Eles eram a Deidade Umashi-Ashi-Kahibi-Hikoji-no-Mikoto (a Deidade-Príncipe-Primogênito-do-Agradável-Jorro-doTubo) e a DeidadeAme-no-Tokotachi-no-Mikoto (a Deidade-Celestial-Eternamente-Pronta)...
Muitos deuses então nasceram em sucessão, e assim, eles cresceram em número, mas enquanto o mundo permanecia num estado caótico, não havia nada para eles fazerem. Onde, as Divindades Celestiais convocaram os dois seres divinos, Izanagi e Izanami, e lhes ordenou que descessem ao lugar nebuloso, ajudando-se mutuamente, para consolidar o lugar em terra firme.
- Lhes conferimos este tesouro precioso, com o qual governarão a terra, a criação que lhes ordenamos fazer.
E assim dizendo, eles entregaram aos dois uma lança chamada Ama-no-Nuboko, cravejada com pedras preciosas. O casal Divino recebeu respeitosa e cerimoniosamente a arma sagrada e se dirigiram para a Ponte Flutuante do Céu, que ficava entre o Céu e a Terra, e permaneceram por um instante para olhar o que havia abaixo. O que eles avistaram foi um mundo ainda não condensado, parecendo um mar de neblina, exalando um odor de inexplicável fragrância. De primeiro, eles ficaram perplexos, sem saber onde e como começar, mas logo Izanagi sugeriu à sua companheira que eles deveriam tentar revolver a bruma com suas lanças. E assim dizendo enfiou o bastão com jóias e descobriu que tocara em algo. Retirando o bastão, ele o examinou e descobriu que uma gota grande que caíra do bastão quase que imediatamente se coagulou e formou uma ilha, que é hoje a Ilha de Onokoro. Felizes com o resultado, as duas Divindades desceram da Ponte Flutuante para a Ilha que miraculosamente havia sido criada. Esta ilha serviu de base para a tarefa subseqüente que era criar um país. Então, desejando se tornar marido e mulher, eles erigiram no centro da ilha, um pilar, o Augusto Pilar Celestial, e construíram ao seu redor um grande palácio chamado "O Hall dos Oito Fantasmas". Donde a Deidade masculina se virando para a esquerda, e a Deidade feminina para a direita, deram a volta no pilar indo em direções opostas. Quando eles, de novo, se encontraram naquele mesmo lado do pilar, Izanami, a Deidade feminina, falando primeiro, exclamou:
- Que bom encontrar um jovem tão bonito!.
E Izanagi, a Deidade masculina respondeu:
- Que bom eu me deparar com tão linda donzela!Depois de dizer isto, a Deidade masculina disse que não estava correto uma mulher se antecipar ao homem em um cumprimento. Depois disto, eles se uniram no leito conjugal, instruídos por dois pássaros de caldas longas que sobrevoavam o lugar. A Deusa deu à seu consorte divino um filho, mas o bebê nascera fraco e sem ossos. Pesarosos, eles o abandonaram na água, colocando-o em um bote feito de junco. O segundo filho foi tão desapontador quanto o primeiro. As duas Deidades, agora profundamente desapontadas com o seu fracasso e cheio de pressentimentos subiram aos Céus para saberem dos Deuses Celestiais qual era a causa de seus fracassos. Os Deuses fizeram uma cerimônia e então disseram:
- A culpa é da mulher. Ao dar a volta no Pilar, não foi correto nem apropriado que a divindade feminina falasse primeiro que a divindade masculina. Esta é a razão.
As duas Deidades viram a verdade e resolveram retificar o erro. Então, eles voltaram à terra novamente, e mais uma vez deram a volta no Pilar Celestial. Desta vez Izanagi falou primeiro:
- Que bom encontrar tão linda donzela!
- Eu estou tão feliz!- respondeu Izanami - de poder encontrar um jovem tão bonito!.
Este processo foi mais apropriado e de acordo com a lei da natureza. Depois disto, todas as crianças nascidas deles não deixaram nada a desejar. Primeiro, a Ilha de Awaji nasceu, depois, Shikoku, depois, a ilha de Oki, seguida de Kyushu; e depois disto, a ilha de Tsushima nasceu, e por último, Honshu, a ilha principal do Japão. O nome Oyashi-ma-kuni (o País das Oito Grandes Ilhas) foi dado às ilhas. E depois disto, as duas Divindades se tornaram pais de numerosas ilhas menores destinadas a circundar as maiores.




O Nascimento das Divindades




Tendo construído um país do que não passava antes uma mera massa flutuante, as duas Deidades, Izanagi e Izanami, procriaram as divindades destinadas a presidir a terra, o mar, as montanhas, os rios, as árvores e as ervas. O primeiro rebento provou ser o deus do mar, Owatatsumi-no-Kami. Depois eles geraram os deuses patronos dos portos, com a divindades masculina Kamihaya-akitsu-hiko que controla a terra, e a deusa Haya-akitsu-hime que controla o mar. Estes dois deuses depois deram a luz a outros oito deuses.
Logo após Izanagi e Izanami deram a luz à divindade do vento, Kami-Shinatsuhiko-no-Mikoto. No momento de seu nascimento, a sua respiração era tão potente que as nuvens e as brumas que existiam na terra desde o início dos tempos, foram imediatamente dispersas. Como conseqüência, cada canto da terra se encheu de brilho. Kukunochi-no-Kami, a deidade das árvores, foi o próximo a nascer, seguido de Oyamatsumi-no-Kami, a divindade das montanhas, e Kayanuhime-no-Kami, a deusa das planícies...
O processo de procriação, até então tinha acontecido sem dificuldades, até o nascimento de Kagutsuchi-no-Kami, o deus do fogo, uma desgraça não prevista se apoderou de Izanami. Durante o seu resguardo, a deusa foi tão queimada pela criança flamejante que ela se esvaiu. O seu consorte divino, profundamente alarmado, usou de todos os seus poderes para ressucitá-la, apesar dele ter conseguido restaurar sua consciência, o seu apetite havia desaparecido. Izanagi,então com todos os cuidados, preparou para o seu deleite vários pratos deliciosos, mas em vão, pois tudo que ela engolia, quase que imediatamente era rejeitado. Foi desta maneira que ocorreu o maior dos milagres. Da boca de Izanami espirrou Kanayama-biko e Kanayama-hime, respectivamente o deus e a deusa dos metais, enquanto de outras partes de seu corpo surgiram Haniyasu-hiko e Haniyasu-hime, respectivamente o deus e a deusa da terra. Antes de fazer o seu "desaparecimento divino", que marca o fim de sua carreira terrena, de uma maneira miraculosa ela deu a luz ao seu caçula, a deusa Mizuhame-no-Mikoto. Seu falecimento marca a introdução da morte na terra. Similarmente a decomposição de seu corpo e a tristeza ocasionada por sua morte foram as primeiras que aconteceram na terra.
Com a morte de sua fiel esposa Izanagi estava bastante solitário no mundo. Juntamente com ela, e de acordo com as instruções dos Deuses Celestiais, ele havia criado e consolidado o Império Ilha do Japão. Na realização de sua missão divina, ele e sua esposa celestial haviam vivido uma vida de cooperação e amor mútuo. Portanto, mais do que natural, que a morte dela tenha lhe dado um golpe mortal.
Ele se jogou sobre sua forma prostrada, chorando:
- Oh, minha querida esposa, porque fostes, me deixando sozinho? Como posso eu substituí-la por pelo menos uma criança? Volte para o bem do mundo, no qual ainda existe tanto para nós dois fazermos. E num surto de dor incontrolável, ele ficou soluçando sem parar. As suas lágrimas quentes caiam como granizo, e aí... de suas lágrimas nasceu um lindo bebê, a deusa Nakisawame-no-Mikoto. Surpreso, ele pára as suas lágrimas olhando para a criança recém-nascida, mas logo suas lágrimas voltaram a cair mais rápido que antes. E aí, de repente, seu estado mental mudou. Com amargura, seus olhos caíram sobre a criança de fogo, cujo nascimento havia se provado fatal para sua mãe. Ele sacou de sua espada, Totsuka-no-tsurugi, e chorando em seu lamento:
- Seu odioso matricídio!
E decapitou o seu rebento. Isto fez jorrar um tubo de sangue. E de sua espada com sangue nasceram oito fortes e galantes deidades.
- O quê? mais crianças? - gritou Izanagi, surpreendido com suas aparições repentinas, e naquele exato momento, ele ainda viu mais oito deidades nascerem do corpo sem vida do pequeno deus de fogo. Eles saíram de várias partes de seu corpo (cabeça, tronco, estômago, mãos, pés, umbigo) e, para aumentar a sua surpresa, todos eles estavam olhando firmemente para ele. Estupefato, ele inspecionou os novos visitantes, um após o outro.
Enquanto isto, Izagami, por quem o seu marido divino havia chorado tão amargamente, havia partido deste mundo para sempre para a terra de Hades.




A Visita de Izanagi à Terra de Hades




Como para a Deidade Izanagi, que tinha agora se tornado viúvo, a presença de tantos bebês deve ter, de alguma forma, o confortado, ainda quando ele se lembrava de como sua esposa que partira havia sido fiel, ele chorava por ela novamente, com seu coração partido de tristeza e seus olhos cheios de lágrimas. Neste estado, ele se sentava sozinho à meia noite, e chama seu nome várias vezes apesar de saber que não obteria resposta. Seus lamentos meramente ecoavam de volta nas paredes de seu quarto.
Incapaz de suportar a sua dor, ele resolve descer às Regiões Baixas para procurar por Izanami e trazê-la de volta , a qualquer custo. Ele começa sua longa e duvidosa jornada. Milhões de quilômetros separavam a terra das Regiões Baixas e haviam incontáveis passagens e lugares perigosos para se negociar, mas a determinação de Izanagi de recuperar a sua esposa o capacitou para superar todas estas dificuldades. Com tempo ele conseguiu chegar a seu destino. E distante dele, ele avistou um castelo grande.
- Não há dúvida - ele falou satisfeito - é lá que ela mora.
Se enchendo de coragem, ele se aproximou da entrada principal do castelo. Onde ele avistou um grande número de demônios gigantes, alguns vermelhos e outros pretos, guardando os portões, com olhos alertas. Ele muda de rumo e se esquiva para um portão no fundo do castelo. Descobre para sua surpresa, que o portão havia sido deixado sem guardas. Ele se esquiva pelos portões entrando no interior do castelo, quando imediatamente avista sua esposa parada perto de um portão de um pátio interior. Feliz, a Deidade clama por seu nome.
- Alguém me chama? - soluçou Izanami-no-Mikoto, e levanta sua cabeça para olhar em sua volta. Para sua surpresa, ela vê seu amado marido parado no portão olhando para ela. Na verdade, ele havia estado em seus pensamentos como ela nos dele. Com o coração saltitante de alegria ela se aproximou dele. Ele tomou suas mãos gentilmente e murmurou:
- Minha querida, eu vim para levá-la de volta para o mundo. Venha, eu suplico, e terminemos nosso trabalho da criação de acordo com o desejo dos Deuses Celestiais... Nosso trabalho que foi deixado pela metadde por causa de sua partida. Como posso eu fazer este trabalho sem você? A sua perda significa para mim a perda de tudo.
Este apelo veio do fundo de seu coração. A deusa compreendeu-o profundamente, mas respondeu com profundo pesar:
- Se eu pudesse! Você veio muito tarde. Eu já comi da fornalha de Hades. Tendo comido das coisas desta terra, tornando impossível para mim voltar ao mundo.
E assim dizendo, abaixou a sua cabeça em profunda tristeza.
- Não, eu devo implorar para que voltes. Não podes pensar em um jeito para que isto possa ser realizado? - exclamou o marido chegando mais perto dela.
Depois de alguma reflexão, ela respondeu:
- Vós vindes um longo caminho para me salvar. Oh! como eu aprecio sua devoção! Eu desejo, de todo o coração, voltar convosco, mas antes que possa fazê-lo, eu devo primeiro obter a permissão dos Deuses de Hades. Espere aqui até eu retornar, mas lembre-se que, enquanto isto, em hipótese alguma, deveis olhar dentro do castelo.
- Eu juro, assim o farei conforme ordenastes -disse Izanagi - mas não retardes em vossa busca.
Confiando nas garantias do marido, a deusa desaparece para dentro do castelo.
Izanagi observou literalmente as observações de sua esposa. Ele ficou onde estava, e esperou impacientemente pelo retorno de sua esposa. Provavelmente para sua mente impaciente, um simples bater do coração deve ter parecido uma eternidade. Ele esperou, esperou, mas nenhuma sombra de sua esposa aparecer. O dia gradualmente chegou e se foi, e a escuridão começava a cair, e um vento estranho começou a soprar em sua face. Corajoso que ele era, foi tomado por um estranho sentimento de apreensão. Se esquecendo das promessas que fizera à deusa, ele quebrou um dos dentes de um pente que ele usava no lado esquerdo da cabeça, e o ascendeu, ele entrou pé ante pé, olhando a sua volta. Para seu horror ele encontra Izanami morta em um quarto, e de repente, acontece uma mudança nela. Ela que sempre fora maravilhosa, havia se transformado em um corpo podre, em avançado estado de decomposição. E ainda para maior horror que seus olhos podia ver; o Trovão de Fogo residia em sua cabeça, o Trovão Negro em sua barriga, o Trovão da Entrega em seu abdome, o Trovão Jovem em sua mão esquerda, o Trovão da Terra em sua mão direita, o Trovão Ressonante em seu pé esquerdo, e o Trovão do Sono em seu pé direito. Ao todo, oito Deidades-Trovão haviam nascido e residiam lá, presos ao que sobrava dela e cuspindo fogo de suas bocas. Izanagi-no-Mikoto horrorizado com esta visão, deixa a luz cair e sai disparado. O barulho que ele faz acorda Izanami de seu sono da morte.
- Céus - ela grita - ele deve ter-me visto neste estado revoltante. Ele me envergonhou e quebrou seus votos solenes. Miserável trapaceiro! Eu o farei sofrer, por seu perjúrio.
E se voltando para as Bruxas de Hades, que atendiam à ela, ordena para irem caçá-lo. A seu comando, um exército de demônios femininos saem à caça da Deidade.
Habilmente, Izanagi joga sua coroa no chão e esta se transforma num cacho de uvas. Os demônios param para apanhar mas voltam a correr atrás do Deus. Novamente, Izanagi atira ao chão outro objeto: os dentes que restaram do pente e estes transformam-se agora em brotos de bambu, que os demônios param para apanhar.
Quando Izanagi alcança a boca do inferno, apanha três pêssegos maduros e arremessa-os contra a horda que continua a persegui-lo. Desta vez os demônios fogem e Izanagi agradece aos pêssegos que lhe tinham salvo sua vida. A partir de então, como haviam prestado socorro à sua divindade, os frutos do pessegueiro ajudariam os humanos do Japão quando necessitassem de auxílio, tornando-se frutos divinos.

Momiji Souma

momiji Pictures, Images and Photos

Garoto extremamente kawaii (fofo), ele gosta de abraçar e andar colado na Tohru, mesmo que vire um coelhinho que também é muito fofo. Seu signo, obviamente é o coelho. Não aparenta ter a idade que tem (15 e depois 16 anos), mas isso muda depois. Tem uma irmãzinha, Momo, porém ela não sabe disso por que sua mãe o rejeitou ao saber da maldição e teve sua memória apagada, por isso Momiji vive separado da família e tem que observar a mãe e a irmã de longe.Mas seu pai se lembra dele.É um garoto extremamente carinhoso e muito maduro para sua idade, dando lições de moral para os mais velhos.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Fruits Basket: Episódio 07 - Uma Ameixa nas Costas



Caso queira assistir ao episódio 06 ou 08, vá ao link abaixo:

Episódio 06

Episódio 08

Rumiko Takahashi lança oneshot

Rumiko Takahashi Pictures, Images and Photos

No dia 5 de março, na próxima edição da Big Comic Original, será publicado um mangá oneshot por Rumiko Takahashi, consagrada autora de Inuyasha, Ranma 1/2 e outros. O mangá se chamará Unmei no Tori (O Pássaro do Destino), e além dele, como já noticiado, uma nova série regular da autora será publicada na Weekly Shonen Sunday, nessa primavera.

Fonte: http://www.animeforces.com/?page=index

O que são doujinshis?

Doujinshi Pictures, Images and Photos

Dōjinshi (同人誌; mais frequentemente romanizado como doujinshi) são mangás e outros trabalhos feitos e distribuidos por fãs ao invés de profissionais. Geralmente, os doujinshis são feitos por iniciantes, mas que possuem qualidades parecidas ou identicas as de um profissional. Muitos dos doujinshis são tão profissionais quanto os proprios mangás. Há também profissionais famosos que também fazem doujinshis, como é o caso de Kenichi Sonoda, criador de Gunsmith Cats, que há muitos anos coordena uma série de doujinshis intitulada Chosen Ame.

Muitos mangakas, ou desenhistas de mangá, começaram suas carreiras desenhando dōjinshi. Exemplos disso são Ken Akamatsu, o grupo CLAMP e Rikudo Koshi. Também há dōjinshis fora do Japão, mas em escala bem menor, sendo geralmente distribuídos através da Internet.

Em Tóquio há várias feiras de doujinshis, sendo a mais famosa delas o Komiketto ou Comiket (o nome vem de comic market, mercado de gibis em inglês). Esse evento, realizado duas vezes por ano, atrai mais de 200.000 visitantes a cada edição.

Muitos doujinshis apresentam histórias eróticas com personagens conhecidos de animes, mangás ou games japoneses. Esse tipo de doujinshi é que se tornou mais conhecido no Ocidente, levando muitos fãs a acreditarem, equivocadamente, que doujinshi é sinônimo de paródia ou que doujinshi é sinônimo de mangá erótico.

Doujinshi Sesshoumaru e Rin: Página 01


Aqui está como prometi a primeira página traduzida (por mim!) da doujinshi da JadeT...

Como é tipo uma espécie de mangá, o correto seria ler de trás pra frente...

Mais nessa doujinshi se lê normalmente ok? ^^... logo irei postar a próxima página! ^^

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Lendas Japonesas: O dragão e a deusa

Dragon and the Princess Pictures, Images and Photos

Era uma vez um dragão horrível. Tinha uma boca enorme que vomitava fogo, e sua longa cauda
verde-esmeralda era dura e reluzente. Morava numa caverna e era louco pela carne tenra e doce das
crianças.
Quando chegava a primavera, saía do seu antro tenebroso e atapetado de algas e ia até as praias
do Japão, onde crianças de todas as idades brincavam na areia e mergulhavam alegremente nas águas azuis. O monstro ficava de tocaia e assim que uma criança se afastava um pouco da mãe e avançava mar adentro, ele pulava de seu esconderijo e com um uivo gelado a engolia de uma só vez.
Quantas famílias choraram a perda de seus filhos por causa desse monstro cruel!
De seu castelo celeste, lá no alto, Benten, a deusa da felicidade, observa essas cenas com o coração despedaçado. Ela se compadecia das pequenas vítimas e de seus pais, mas também tinha pena do
monstro.
- Quem sabe - dizia a si mesma - essa sua crueldade se deva à solidão à qual está condenado.
Evitado e temido por todos, foi obrigado a viver num horrível refúgio submarino, sem ao menos um raio de sol para acariciá-lo. Como podia ser bondoso se nunca conhecera a bondade? Sentia-se odiado por todos e odiava a todos. E assim Benten decidiu fazer alguma coisa por aquele ser esquecido pelos deuses e desprezado pelos homens.
Um dia, ela subiu numa nuvenzinha que mais parecia um cisne, e, servindo-se dela como carruagem, atravessou a imensidão do céu e foi até a gruta do dragão. Desceu quase tocando a superfície da água e
pôs-se a chamar o monstro com uma voz doce e melodiosa.
Eis que o mar começou agitar como se estivesse em ebulição. As águas se separaram, e o dragão saiu de sua caverna, a qual era sustentada por uma ilha.
A deusa sorriu e aquele sorriso acalmou a água, que novamente ficou toda azul. Uma infinidade de flores coloridas e perfumadas desabrochou na ilha, e Benten deixou-se cair, leve como uma borboleta sobre aquela terra maravilhosa.
O dragão, imóvel e aturdido, observava todas aquelas maravilhas até então desconhecidas. A deusa
aproximou-se e, sempre sorrindo, disse-lhe:
- Por que você não se casa comigo ? Assim nunca mais vai ficar sozinho. Vou amá-lo muito e viveremos num paraíso. Teremos lindas crianças e você será muito feliz.
O monstro concordou, balançou a sua enorme cabeça, e duas lágrimas reluzentes caíram de seus olhos.
Daquele dia em diante, as crianças puderam brincar nas praias tranqüilamente, e ninguém mais teve medo
dos ataques do monstro.

Kagura Souma

kagura sohma Pictures, Images and Photos

Kagura Souma
Prima de Kyo e apaixonada pelo mesmo. Ela é uma pessoa geniosa e costuma bater em Kyo para demonstrar seu amor por ele.Seu animal chinês é o javali.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Fruits Basket: Episódio 06 - Uma Amizade Invencível



Caso você queira assistir ao episódio 05 ou 07 vá ao link abaixo:

Episódio 05

Episódio 07

Doujinshi que estou traduzindo!

Oie! Só queria dizer que breve postarei páginas de uma doujinshi do Sesshoumaru e da Rin que estou traduzindo! E eu tentei fazer uma capa para a primeira parte:

Logo postarei a primeira página! ^^... (Quando der!)
Estou traduzindo essa doujinshi dessa galeria do deviantart:

http://jadet.deviantart.com/
E não foi eu que desenhei essa capa! Apenas coloquei o título na imagem q a autora da doujinshi fez...
Bem, sou uma amadora, mais espero que vocês gostem da doujinshi! ^^

Fruits Basket - Abertura em português!

Hayao Miyazaki lançará minissérie em duas partes

my hero Pictures, Images and Photos

A revista Model Graphix lançará uma minissérie em duas partes chamada Kaze Tachinu em sua próxima edição, que sai dia 25 de fevereiro, e que contará a história de Jiro Horikoshi, criador do Mitsubishi A6M Zero, famoso caça japonês utilizado na II Guerra Mundial. A obra será produzida por Hayao Miyazaki, famoso por seus filmes de grande sucesso A Viagem de Chihiro, Princesa Mononoke, Meu Amigo Totoro, dentre outros. Hayao já publicou um mangá irregular nessa mesma revista, de 1984 a 1992.

Fonte: http://animeforces.com/?page=index

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Novidades sobre o filme de Dragon Ball!

Photobucket

Alguns novos detalhes sobre DragonBall: Evolution, que, confesso, começar a querer me empolgar. Mas é só me chicotear diante de um crucifixo que eu volto ao normal.

Basicamente o elenco junto com o diretor James Wong tem rodado a ásia promovendo o filme. Hollywood sabe que boa parte de sua renda virá dessa parte do mundo, podendo ser até mesmo a salvação do filme, já que, como disse antes, eles estão idolatrando essa nova versão por lá.

Muitas declarações foram dadas, explicando detalhes sobre a trama. " Eu amo os mangás, mas eles são muito longos", disse Wong, " Não podemos por tudo em um só filme. A meta aqui é introduzir Dragon Ball não só para os fans, mas também para quem não conhece". Bom, Wong esqueceu que a versão dele é praticamente inédita, e nem o Akira Toriyama conhece.

Outro engraçadinho foi Chow Yun-Fat, que interpreta um Mestre Kame sem barba e sem tesão. Ele disse que aceitou o papel obrigado pela esposa, que precisava do dinheiro para comprar uma bolsa nova. James Marsters, o Brainiac de Smallville, e o Piccolo que era-branco-mas-agora-tem-uma-luz-verde-na-cara avisou que não terá os famosos poderes de desmembramento. Nem ligo, eu queria antenas.

Justin Chatwin, o Goku em carne osso e nenhum rabo, andou dizendo também que existe uma sequência para o filme, já escrita. Todos os atores assinaram contratos prevendo mais dois filmes, porém isso não quer dizer nada. Toda grande produção que gera a esperança de sequências tem esse tipo de acordo para garantir seus atores por um bom preço, caso o filme original faça sucesso.

Para finalizar, a trilha incidental do filme foi lançada, a capa é a imagem principal do post, aí em cima. Em seguida, fiquem com uma entrevista que Chatwin e Emily Rossum, a Bulma, deram para uma emissora japonesa. Sem legendas, mas as respostas estão em inglês, se virem aí.

Fonte: http://animeforces.com/?page=index

Lendas japonesas - Gongistune - A raposa Gon

WhiteFox Pictures, Images and Photos

Era uma vez uma raposa que morava sozinha numa floresta. Ela chamava-se Gon, era simpática, mas
travessa. Todas as manhãs e todas as noites ia à vila e fazia algumas travessuras.
Num Outono, depois de ter chovido durante alguns dias, ela foi ao rio. A água do rio tinha subido. Um homem que se chamava Heiju, estava a pescar enguias com uma rede. Isto era para a sua mãe que estava doente. Gon não sabia disso e deixou fugir todos os peixes que ele tinha pescado.
Passaram 10 dias, e Gon ouviu o tocar do sino para um funeral na vila. Ela foi à vila e viu o funeral da mãe do Heiju e, quando viu Heiju tristonho, ela lembrou-se da sua mãe que já tinha morrido.
- Por causa de mim, o Heiju não pôde dar as enguias à mãe.- arrependeu-se Gon.
Então Gon roubou uma sardinha de um peixeiro, e pô-la na casa de Heiju. No dia seguinte, apanhou umas
castanhas e pô-las na casa.
Heiju achava estranho que todos os dias aparecesse qualquer coisa em casa. Um amigo disse-lhe que era Deus que lhe dava prendas. Gon continuou a presentear Heiju com comida.
Um dia, quando Gon entrou em casa, Heiju encontrou-a. Como sabia que a raposa tinha deixado fugir os peixes, achou que ela tinha vindo para fazer travessuras.
- É Gon, a raposa má. Vens para fazer mal uma vez mais!?
Heiju não sabia que era Gon que lhe tinha dado as prendas, e apontou a espingarda para ela.
* BANG!! *
O som do tiro ecoou e o corpo da Gon voou.
Então, as castanhas que ela tinha em seu poder, dispersaram-se.
- Gon, então eras tu quem fazia isto!
Heiju ficou surpreendido e abraçou-a. Gon fechou os olhos e assentiu devagar com a cabeça no braço de Heiju.
O fumo azul ainda estava a fumegar da espingarda...

Shigure Souma

Shigure Sohma Pictures, Images and Photos

Figura bastante dissimulada e cheia de segredos, este homem é o chefe da casa em que Tohru mora com os Souma. Ele vive como escritor e novelista e adora xeretar as vidas alheias. Ele é sempre visto trajando quimono e corresponde ao cachorro no zodíaco chinês. Ele adora fazer sua editora, Mitsuru, sofrer quando não cumpre o prazo de entrega de seus textos. Adora testar as pessoas para ver como irão reagir.

Os 50 jogos mais vendidos no Japão!

Photobucket

A Enterbrain, editora responsável pela revista Famitsu, publicou a lista dos 100 jogos mais vendidos de 2008, mas vou listar só os primeiros 50. Eis a lista:

01. Monster Hunter Portable 2nd G
02. Pokemon Platinum
03. Wii Fit
04. Mario Kart Wii
05. Super Smash Brothers Brawl
06. Rhythm Tengoku Gold DS
07. Dragon Quest V
08. Animal Crossing: City Folk
09. Hoshi no Kirby: Ultra Super Deluxe
10. Wii Sports
11. Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots
12. Dissidia Final Fantasy
13. Pokemon Ranger: Batonnage
14. Phantasy Star Portable
15. Layton Kyouji to Saigo no Jigan Ryokou
16. Mario Kart DS
17. Hajimete no Wii: Your First Step to Wii
18. Mario Party DS
19. Wagamama Fashion Girls Mode
20. Super Robot Taisen Z
21. Meccha! Taiko no Tatsujin DS: 7-tsu no Shima no Daibouken
22. Chrono Trigger
23. DS Bimoji Training
24. Daigasso! Band Brothers DX
25. Musou Orochi: Maou Sairin
26. New Super Mario Bros.
27. Mario & Sonic at the Olympic Games
28. Mobile Suit Gundam: Gundam vs. Gundam
29. Animal Crossing: Wild Word
30. Wii Music
31. Devil May Cry 4
32. World Soccer Winning Eleven 2009
33. Persona 4
34. Jikkyou Powerful Pro Baseball Portable 3
35. Derby Stallion DS
36. Gundam Musou Special
37. Ryu ga Gotoku Kenzan!
38. Mario Party 8
39. Fire Emblem: Shin Ankoku Ryuu to Hikari no Ken
40. Gundam Battle Universe
41. Taiko no Tatsujin Wii
42. Layton Kyouju to Akuma no Hako
43. Taiko no Tatsujin DS
44. Deca Sporta
45. Boura wa Kaseki Holder
46. Tongari Boushi no Mahou no 365 Nichi
47. Mario & Sonic at the Olympic Games
48. Monster Hunter Portable 2nd
49. Inazuma Eleven
50. Wii Zapper with Link's Crossbow Training



Fonte: http://animeforces.com/?page=index

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Fruits Basket : Episódio 05 - Um Bolinho de Arroz Numa Cesta de Frutas



Caso você queira assistir ao episódio 04 ou 06, vá ao link abaixo:

Episódio 04


Episódio 06

Rumiko Takahashi começará novo mangá na primavera japonesa

Rumiko Takahashi Pictures, Images and Photos

O site da revista Weekly Shonen Sunday, onde Inuyasha era publicado, anunciou que Rumiko Takahashi começará uma nova série já agora, na primavera japonesa (pra quem faltou nas aulas de geografia, nosso outono). O último dos 56 volumes da enorme série Inuyasha estatá a venda dia 18 de fevereiro, e também foi anunciada uma edição especial, Inuyasha to Kagome, com uma seleção de capitulos que focam no romance dos dois. Mais notícias sobre a nova série serão publicadas nas próximas edições da Shonen Sunday.

Fonte: http://animeforces.com/?page=index

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Yakuza: A Máfia Japonesa

Yakuza

O termo Yakuza vem de um jogo de cartas chamado Sanmai Garuta, semelhante a um Blackjack, porém com o objetivo de somar 19 pontos. Nesse jogo, a soma de 20 pontos na seqüência de 8, 9 e 3 determina a derrota, onde: ya = oito, ku = nove e za = três, o que acaba significando algo inútil ao jogo, sendo assim, a palavra Yakuza significa algo inútil à sociedade.

Os clãs da Yakuza, talvez possuam as hierarquias mais rígidas do mundo dos crimes, sendo organizados por famílias, onde o pai e chefe é o Oyabun, seus filhos são os Wakashu e Kyodai são seus irmãos. O chefe dos filhos chama-se Wakagashira e o dos irmãos, Shateigashira. O Wakagashira é o segundo em autoridade, com papel também de conferir se as ordens do Oyabun estão sendo cumpridas. O Shateigashira é o terceiro em autoridade. Cada filho pode formar sua determinada gangue, resultando em diversas subfamílias. Cada um obedece o líder de sua gangue, mas é sempre o Oyabun quem dá a palavra final. Cada gangue pode variar de 20 a 200 integrantes, o qual pode-se dizer um total de mais de 1000 homens no clã todo. Todos devem total obediência e lealdade ao Oyabun, que toma as principais decisões e em troca oferece proteção a todos de sua gangue.

Há dois tipos de Yakuza: aqueles que pertencem a um clã/grupo e os autônomos. Por não pertencerem a clã algum, os autônomos têm dificuldades para agir, pois os grupos não permitem que atuem em seus territórios. Os clãs costumam usá-los como bode expiatório ou pagá-los para realizar um serviço no qual não queiram envolver o grupo todo.

Possuem uma hierarquia totalmente masculina por acreditar que a presença feminina não tem poder de lutar contra os homens e por acreditarem que elas são fracas podendo facilmente entregar os planos quando capturadas pela polícia ou por rivais. Aliás, é terminantemente proibido comentar sobre o clã a membros de fora dele. Acreditam que as mulheres foram feitas para cuidar da casa e dos filhos. A única mulher com maior prestígio é a esposa do Oyabun. Apesar de não ser considerada membro, é respeitada simplesmente por ser a esposa do líder. Quando o chefe morre e não há ninguém para substituí-lo imediatamente, é sua esposa quem assume temporariamente o comando do grupo.

A Yakuza é conhecida pela cruel prática do yubitsume, em que o dedo de uma pessoa é cortado cada vez que ela comete um erro. Pessoas que carregam essas marcas permanentes são mal-vistas no Japão e em geral ficam à margem da sociedade.
A máfia japonesa, assim como qualquer outra mafia, está envolvida em atividades como jogos proibidos, extorsão, prostituição e tráfico de drogas.

Entre as obrigações dos membros estão:

- Não esconder dinheiro da gangue;

- Não se envolver pessoalmente com narcóticos;

- Não procurar a lei ou a polícia;

- Não violar a mulher ou os filhos de outro membro;

- Não desobedecer a ordem de um superior.

Membros da Yakuza apresentam grande parte de seu corpo tatuado. A tatuagem é símbolo de status, lealdade e sacrifício à organização. Antigamente, os membros destes grupos foram recrutados do submundo dos fora da lei: camponeses, operários e os desajustados sem dinheiro, que migraram para Edo na esperança de melhorar suas vidas. Para isso eram obrigados a fazer um voto de devoção à máfia, que era a tatuagem. Por isso no Japão a tatuagem ainda é vista como símbolo de marginalização do ser.

A Yakuza, sinônimo de máfia japonesa, provavelmente era a última grande mina de ouro da cultura oriental a não ter sido gravada aqui no Ocidente. Depois de grandes temas como as guerras, samurais, ninjas, entre outros, a máfia japonesa tem sido relativamente pouco exposta se compararmos a estes, embora as histórias da Yakuza serem muito intensas e excitantes. Tais histórias ganha exposição hoje em dia com a publicação de mangás como Sactuary e também no mercado de jogos eletrônicos, como o jogo Yakusa para a plataforma PS2.

Fonte: http://animeforces.com/?page=index

Tohru, Kyo e Yuki: I´m so in Love with two

Game de One Piece para Wii

Photobucket

Sairam novas imagens do jogo pra Wii de One Piece. Produzido pela Namco Bandai, o game se chama One Piece Unlimited Cruise: Episode 2-Mezameru Yuusha, e será lançado no Japão em Fevereiro desse ano.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Fonte: http://animeforces.com/?page=index

Anime ensina ciências!

Photobucket

Toei Animation e NHK estão co-produzindo um anime. Desde os anos 70 isso não acontecia, e o projeto se chamará Malie & Galli. Essa goticazinha da foto, junto com seu cientista particular, vão ensinar ciências.

Como se trata de um programa educacional infantil, esperaríamos algo no estilo Teletubbies ( o como está cheio... o copo está vazio... sorvete na testa) mas como é japonês, vou ficar esperando o episódio sobre educação sexual.

Fonte: http://animeforces.com/?page=index

Lendas Japonesas - Junishi - Os doze signos chineses

*NEW* 12 Gd Luck Animal Horoscope $8.00 Pictures, Images and Photos

Há muito tempo atrás, Deus anunciou a todos os animais que escolheria doze deles para uma tarefa
especial: cada um protegeria os seres humanos durante um ano.
Disse-lhes então que deveriam ir ter com ele em 12 de janeiro, quando decidiria sua seqüência, segundo a ordem de chegada.
Os animais esperavam ansiosamente por esse dia, mas parece que o gato andava muito esquecido e não
conseguia lembrar-se da data marcada. Encontrou-se com o rato por acaso na rua mas este, como quisesse chegar antes, disse-lhe que o dia era 13.
uando o rato voltou para casa (que ficava no esteio de um estábulo), viu que a vaca estava se
preparando para sair e dizia:
Sou tão lenta que tenho de partir esta noite, ou não chegarei lá em tempo”.
O rato, que era ladino, teve uma grande idéia: escondeu-se nas costas da vaca, no meio das coisas dela. Viajaram a noite toda, até que chegaram ao palácio de Deus.
A vaca estava muito feliz, achando que era a primeira, mas, nesse instante, o rato pulou na sua frente e ela acabou chegando em segundo lugar.
No dia seguinte o gato chegou esbaforido ao palácio mas, apesar de ficar sabendo que tinha sido
enganado pelo rato, ficou fora do grupo dos doze animais.
Essa é a razão porque gatos e ratos, até hoje, não se dão bem!

Yuki Souma

Yuki Sohma Pictures, Images and Photos

Yuki Souma (草摩 由希)
Ele é tido como "príncipe" na escola por ser incrívelmente bonito e gentil com todos. Ele luta para se libertar da maldição dos doze signos. Inteligente, prestativo e reservado, esconde problemas da infância que o impedem de se relacionar com as pessoas. Não aparenta, mas é bom de briga. Em sua parte da maldição ele se transforma em um ratinho acinzentado.Ele gosta muito de Tohru,e mais para frente ,no mangá, percebe que o que ele sente é um amor fraternal por ela. Tem um irmão mais velho, Ayame, com quem não se dá muito bem, por ter com ele problemas na infância já que ele nunca se importou com ele realmente.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Fruits Basket: Episódio 04 - Ai Vem Kagura!



Caso você queira assistir ao episódio 03 ou 05 vá ao link abaixo:

Episódio 03

Episódio 05

Lendas Japonesas: "Kaguya Hime"

Anime Moon Girl Pictures, Images and Photos
A lenda da princesa Kaguya

Há muito tempo atrás, vivia um pobre lenhador que cortava bambus para vender na cidade.
Certo dia, no meio do bambuzal, ele avistou um bambu que brilhava como o ouro, tão radiante como sol!!! Achando aquilo um mistério, aproximou-se e cortou um pedaço do bambu...
Para seu espanto, no interior havia uma pequena e adorável menina!!! Até então, o velho homem e sua esposa ainda não haviam tido filhos, então ele decidiu levar a menina para sua casa e o casal com muito Amor e Carinho, criariam a linda menina, que foi adotada com o nome de Kaguya Hime.
Desse momento em diante, algo mágico começou a acontecer... Sempre que o lenhador voltava ao trabalho, encontrava em cada bambu, muitas moedas de ouro e logo tornou-se um homem rico.
Três meses depois, para espanto do casal, Kaguya Hime cresceu e tornou-se uma linda donzela. Em pouco tempo o país inteiro tomou conhecimento da beleza inigualável de Kaguya Hime.
Assim, os pretendentes começaram a aparecer para pedir a mão de Kaguya Hime, mas ela recusou a todos.
Só que haviam cinco nobres rapazes que não desistiram de conquistar Kaguya Hime, então para livrar-se deles ela pediu um presente para cada um e prometeu casar-se com o primeiro que lhe trouxesse o que ela havia pedido...
Para o primeiro, ela pediu um vaso feito de pedras na qual seria encontrado num templo, bem no alto de uma montanha...
O rapaz foi em busca do vaso, mas não conseguiu subir a íngreme montanha... Então, para não perder a moça, resolveu levar uma falsificação do vaso. Kaguya Hime, logo percebeu o malogro e assim, recusou-se casar com o rapaz.
Para o segundo foi pedido um Ramo de Ouro que dava frutos de pérola, na qual seria encontrado na montanha Horai...
O rapaz, por ser rico, poupou seus esforços e mandou que um ouríves fizesse uma réplica perfeita do ramo. Kaguya Hime, impressionada, resolveu dar seu consentimento, mas na hora de dizer sim, apareceu o joalheiro cobrando pelo serviço feito e assim, a jovem descobriu que fora enganada e desistiu do noivado.
Para o terceiro rapaz, foi pedido o Manto Invisível de Tengo... O Tengo é uma planta mágica que habita a floresta... Mas o rapaz fracassou também.
Para o quarto rapaz, foi pedido a Moeda que brilha no pescoço do dragão... Para chegar até o dragão, o rapaz enfrentou uma violenta tempestade e acabou desistindo também.
Finalmente para o quinto rapaz, foi pedido um ninho de pássaro de espécie rara, mas o rapaz não conseguiu realizar a tarefa.
Kaguya Hime chorou muito e pediu perdão aos pais por não ter encontrado seu futuro marido ... Os pais, muito compreensivos, consolaram a filha, dizendo que o mais importante era tê-la como filha e que um dia ela arrumaria alguém que a Amasse de verdade.
Passaram-se três anos e Kaguya Hime ainda continuava cada vez mais bela...
Numa noite de primavera, Kaguya Hime estava triste olhando fixamente para a lua cheia... Ela abaixou a cabeça e lágrimas caíram de sua face. Os pais, preocupados, perguntaram o que havia de errado com ela. Kaguya Hime olhou novamente para o céu e respondeu:
"Eu Amo Muito Vocês e sou muito grata pelo grande Amor que dedicaram à mim... Mas já está na hora de vocês saberem a verdade... Eu pertenço a um mundo diferente... Sou a Princesa da Lua. Fui enviada pelo meu rei para viver aqui na Terra e dar uma vida mais digna à vocês... Mas agora fui comunicada que devo partir, pois minha Missão está cumprida..."
Os pais choraram desesperadamente e pediram para que a filha não os abandonassem, mas foi em vão...
Kaguya Hime agradeceu aos velhinhos e despediu-se...
Em seguida, a Lua começou a brilhar...
Mensageiros vestidos com roupas brilhantes desceram sobre as nuvens... Kaguya Hime vestiu um Manto de plumas, olhou para os pais adotivos, deixou uma lágrima rolar em seu rosto... e subiu aos céus...
Assim, desse dia em diante, em todas as noites de Lua Cheia o casal olha para o céu e vê o rosto de sua adorada filha, sorrindo e deixando a Lua cada vez mais bela!!!

domingo, 1 de fevereiro de 2009

V6 - Darling

Saiba qual é o seu signo no horóscopo chinês!!!

Yuki Sohma Pictures, Images and Photos

RATO - Nome Chinês : Shú
31/01/1900 a 18/02/1901
18/02/1912 a 05/02/1913
05/02/1924 a 24/01/1925
24/01/1936 a 10/02/1937
10/02/1948 a 28/01/1949
28/01/1960 a 14/02/1961
16/01/1972 a 02/02/1973
02/02/1984 a 01/02/1985
19/02/1996 a 07/02/1997

As pessoas de Rato geralmente tem muitos amigos, isso por que São muito fáceis de conviver e tem esse encanto inerente ao signo. São francos e honestos, mas de uma forma suave para não chocar quem os cerca. Gosta de festa e reuniões movimentadas. Trata os amigos e parente de uma forma especial e não se importa em dividir com eles o fruto de esforço. Seu afeto pelas pessoas apenas se supera pelo seu amor pelo dinheiro .

Os ratos nascidos a noite, como os ratos noturno, serão mais inquietos e ativos, enquanto os nascidos durante o dia serão mais calmos.

Compatibilidade com os outros signos:
Rato - Bom nível de Compatibilidade.
Boi - Compatibilidade excelente.
Tigre - Não muito bom. Se toleram.
Coelho - Relações amigáveis.
Dragão - Excelente nível de Compatibilidade.
Serpente – Bom nível de Compatibilidade.
Cavalo – Péssimo nível de Compatibilidade.
Carneiro – Alguma antipatia.
Macaco – Altamente compatível.
Galo – Nível de Compatibilidade medíocre. Não se dão muito bem.
Cão – Bom nível de Compatibilidade.
Porco – Boa Compatibilidade. Objetivos comuns.

Horas Governadas Pelo Rato: 23h à 1h

Elementos:

31/01/1900 a 18/02/1901 Metal
18/02/1912 a 05/02/1913 Água
05/02/1924 a 24/01/1925 Madeira
24/01/1936 a 10/02/1937 Fogo
10/02/1948 a 28/01/1949 Terra
28/01/1960 a 14/02/1961 Metal
16/01/1972 a 02/02/1973 Água
02/02/1984 a 01/02/1985 Madeira
19/02/1996 a 07/02/1997 Fogo

Haru_cow Pictures, Images and Photos

BOI - Nome Chinês : Niú
19/02/1901 a 07/02/1902
06/02/1916 a 25/01/1914
25/01/1925 a 12/02/1926
11/02/1937 a 30/01/1938
29/01/1949 a 16/02/1950
15/02/1961 a 04/02/1962
03/02/1973 a 22/01/1974
20/02/1985 a 08/02/1986
08/02/1997 a 28/01/1998

O signo de Boi representa a prosperidade, paciência e muita vontade de trabalhar. Uma pessoa decidida, que apesar de ouvir as pessoas, dificilmente mudará de opinião. Infelizmente os obstinados, em geral São as pessoas mais preconceituosas. De caráter firme, conservador e leal, se dá bem nos cargos de responsabilidade.

As pessoas de boi geralmente tem uma natureza introvertida, mas São extremamente resolutas, uma promessa para eles, é dívida.

Compatibilidade com os outros signos:
Rato - Muito compatível. Prosperidade juntos.
Boi - Compatibilidade medíocre.
Tigre - Extrema incompatibilidade. Diferenças ferrenhas.
Coelho - Compatíveis. Relacionamentos sólidos.
Dragão - Compatíveis. Sem grandes lutas.
Serpente - Boa Compatibilidade.
Cavalo - Compatibilidade medíocre.
Carneiro - Compatibilidade medíocre. Tolerância recíproca.
Macaco - Compatibilidade aceitável. Não haverão pontos em comum.
Galo - Melhor combinação com o Boi.
Cão – Combinação não muito boa. Animosidade.
Porco - Sem grandes choques, mas sem laços muito fortes

Horas Governadas Pelo Boi: 1h às 3h

Elementos:

19/02/1901 a 07/02/1902 Metal
06/02/1916 a 25/01/1914 Água
25/01/1925 a 12/02/1926 Madeira
11/02/1937 a 30/01/1938 Fogo
29/01/1949 a 16/02/1950 Terra
15/02/1961 a 04/02/1962 Metal
03/02/1973 a 22/01/1974 Água
20/02/1985 a 08/02/1986 Madeira
08/02/1997 a 28/01/1998 Fogo

Year of the tiger Kisa Pictures, Images and Photos

TIGRE - Nome Chinês : Hú
08/02/1902 a 28/01/1903
06/02/1913 a 25/01/1914
13/02/1926 a 01/02/1927
31/01/1938 a 18/02/1939
17/02/1950 a 07/02/1951
05/02/1962 a 24/01/1963
23/01/1974 a 10/02/1975
09/02/1986 a 28/01/1987
29/01/1998 a 16/02/1999

O Tigre simboliza o poder, a paixão e audácia. Eles inspiram admiração mas também temor. Personalidade vivaz e impulsiva, as pessoas nativas de tigre adoram ser o centro das atenções. As vezes eles tomam decisões precipitadas, mas isso se deve basicamente a sua natureza desconfiada e impaciente.

Todo Tigre é um humanitário, se envolve intensamente e dá tudo de si quando está empenhado num projeto. É um otimista em busca de novos desafios.

Compatibilidade com os outros signos:
Rato – Compatibilidade moderada, sem muito interesses comuns.
Boi - Incompatíveis, grande rivalidade.
Tigre – Compatível até certo ponto.
Coelho – Compatibilidade relativa. Tolerância.
Dragão – Boa Compatibilidade. Cooperação e respeito.
Serpente – Incompatíveis, desconfianças mutuas.
Cavalo – Excelente Compatibilidade. Compreensão recíproca.
Carneiro – Compatibilidade média. Sem confrontos diretos.
Macaco – Incompatíveis. Rivalidade.
Galo – Compatibilidade relativa. Relacionamento frio.
Cão – Excelente Compatibilidade. Muito sucesso e prosperidade.
Porco – Melhor parceiro para o Tigre.

Horas Governadas Pelo Tigre: 3h às 5h

Elementos:

08/02/1902 a 28/01/1903 Água
06/02/1913 a 25/01/1914 Madeira
13/02/1926 a 01/02/1927 Fogo
31/01/1938 a 18/02/1939 Terra
17/02/1950 a 07/02/1951 Metal
05/02/1962 a 24/01/1963 Água
23/01/1974 a 10/02/1975 Madeira
09/02/1986 a 28/01/1987 Fogo
29/01/1998 a 16/02/1999 Terra

uizu Pictures, Images and Photos

COELHO - Nome Chinês : Tú
29/01/1903 a 15/02/1904
14/02/1915 a 02/02/1916
02/02/1927 a 22/01/1928
19/02/1939 a 07/02/1940
06/02/1951 a 26/01/1952
25/01/1963 a 12/02/1964
11/02/1975 a 30/01/1976
29/01/1987 a 16/02/1988
17/01/1999 a 5/02/2000

O Coelho é o signo mais afortunado do horóscopo chinês, ele é símbolo da longevidade. O Coelho simboliza a graciosidade, boas maneiras. Sensatez, bondade e sensibilidade. É um diplomata por excência, um político nato mas levará uma vida tranqüila valorizando a paz e a tranqüilidade.

Como um bom afortunado, ele terá muito sucesso nos seus negócios e ascenderá rapidamente em qualquer carreira que escolher. Ele confia muito no seu próprio julgamento e é o signo mais capaz de alcançar a felicidade.

Compatibilidade com os outros signos:
Rato - Compatibilidade boa. Respeito mutuo.
Boi - Compatíveis, mas com reservas.
Tigre - Incompatíveis ao extremo. Desentendimento constante.
Coelho - Compatíveis, trabalham bem juntos.
Dragão - Compatíveis com alguns choques de personalidade.
Serpente - Compatibilidade boa mas sem laços profundos.
Cavalo - Incompatíveis, relação sem nada em comum.
Carneiro - Excelente nível de Compatibilidade, união muito próspera.
Macaco - Não muito compatíveis, rivalidades constantes.
Galo - Altamente incompatíveis, muita discórdia.
Cão - Muito compatível, compreensão mútua.
Porco - Muito compatível, vibração afim.

Horas Governadas Pelo Coelho: 5h às 7h

Elementos:

29/01/1903 a 15/02/1904 Água
14/02/1915 a 02/02/1916 Madeira
02/02/1927 a 22/01/1928 Fogo
19/02/1939 a 07/02/1940 Terra
06/02/1951 a 26/01/1952 Metal
25/01/1963 a 12/02/1964 Água
11/02/1975 a 30/01/1976 Madeira
29/01/1987 a 16/02/1988 Fogo
17/01/1999 a 5/02/2000 Terra

Hatori the Dragon Pictures, Images and Photos

DRAGÃO - Nome Chinês : Long
16/02/1904 a 03/02/1905
03/02/1916 a 22/01/1917
23/01/1928 a 09/02/1929
08/02/1940 a 26/01/1941
27/01/1952 a 13/02/1953
13/02/1964 a 01/02/1965
31/01/1976 a 17/02/1977
16/02/1988 a 05/02/1989

Os nativos de dragão São pessoas cheias de força e vitalidade e apesar de ser um egoísta, excêntrico, dogmático, extravagante, exigente e irracional tem uma legião fiel de admiradores que o reverenciam.

Ele tende a intimidar naturalmente todos aqueles que se atrevem a desafiá-lo e pode destruir sem muito remorsos aqueles que cruzarem seu caminho. Mas apesar disso também tende a defender ferozmente os seus.

Compatibilidade com os outros signos:
Rato - Excelente combinação, juntos alcançarão o sucesso.
Boi - Compatibilidade boa, respeito mutuo.
Tigre - Compatibilidade moderada , alguns choques e falta de compreensão.
Coelho – Compatíveis até certo ponto. Tolerância mutua.
Dragão – Compatibilidade razoável, trabalham bem juntos.
Serpente – Boa Compatibilidade, felicidade mutua.
Cavalo – Compatíveis, respeito mútuo.
Carneiro – Compatibilidade moderada e fria. Haverá simpatia se houverem interesses comuns.
Macaco – Excelente combinação no amor e negócios. Sucesso e felicidade mutua.
Galo – Boa combinação, felicidade e prosperidade juntos.
Cão – Incompatíveis, animosidade e conflitos. Não conseguem resolver seus problemas.
Porco – Compatibilidade razoável. Sem grandes diferenças.

Horas Governadas Pelo Dragão: 7h às 9h

Elementos:

16/02/1904 a 03/02/1905 Água
03/02/1916 a 22/01/1917 Fogo
23/01/1928 a 09/02/1929 Terra
08/02/1940 a 26/01/1941 Metal
27/01/1952 a 13/02/1953 Água
13/02/1964 a 01/02/1965 Madeira
31/01/1976 a 17/02/1977 Fogo
16/02/1988 a 05/02/1989 Terra

Ayame the Snake Pictures, Images and Photos

SERPENTE - Nome Chinês : Shé
04/02/1905 a 24/01/1906
23/01/1917 a 10/02/1918
10/02/1929 a 29/01/1930
27/01/1941 a 14/02/1942
14/02/1953 a 02/02/1954
02/02/1965 a 20/01/1966
18/02/1977 a 06/02/1978
06/02/1989 a 26/01/1990

Os nativos de serpente São pensadores profundos e talvez devido a isso não se expressem bem com os outros e prefira confiar na sua própria sabedoria inata. A Serpente é um signo cármico, por isso deve se cuidar, pois sua vida pode acabar em triunfo ou tragédia, só depende das ações passadas dele.

As pessoas que nasceram sob o signo de Serpente odeiam futilidade, e preferem se entregar a própria filosofia. Maioria das vezes a filosofia deles é realmente a mais acertada.

Compatibilidade com os outros signos:
Rato - Compatíveis, união satisfatória.
Boi - Boa Compatibilidade, possibilidade de laços permanentes.
Tigre - Incompatíveis, suspeitas mútuas.
Coelho - Compatíveis, laços harmoniosos.
Dragão - Muito compatíveis, simpatia mutua.
Serpente - Compatíveis, compreensão mutua.
Cavalo - Não muito compatível, relações distantes.
Carneiro - Compatibilidade razoável, boa apenas quando conveniente.
Macaco - Não muito compatível, sem comunicação.
Galo - Compatibilidade excelente, união bem sucedida.
Cão – Compatíveis , sem muitos conflitos.
Porco - Incompatíveis, conflitos constantes.

Horas Governadas Pela Serpente: 9h às 11h

Elementos:

04/02/1905 a 24/01/1906 Madeira
23/01/1917 a 10/02/1918 Fogo
10/02/1929 a 29/01/1930 Terra
27/01/1941 a 14/02/1942 Metal
14/02/1953 a 02/02/1954 Água
02/02/1965 a 20/01/1966 Madeira
18/02/1977 a 06/02/1978 Fogo
06/02/1989 a 26/01/1990 Terra

Rin - Horse Pictures, Images and Photos

CAVALO - Nome Chinês : Ma
25/01/1906 a 12/02/1907
11/02/1918 a 31/01/1919
30/01/1930 a 16/02/1931
15/01/1942 a 04/02/1943
03/02/1954 a 23/01/1955
21/01/1966 a 08/02/1967
07/02/1978 a 27/01/1979
27/01/1990 a 14/02/1991

Os nativos de Cavalo São muito populares, principalmente pela sua jovialidade. Tem a natureza mutável, por isso se apaixona e desapaixona rapidamente. Um aventureiro nato, valoriza acima de tudo sua liberdade. Esse seu amor pela liberdade provavelmente o tirará de casa cedo.

Auto confiante e impetuoso se encoleriza com facilidade e é muito mais exigente que sabe ceder ás outras pessoas, mas isso não diminui em nada seu bom humor com a vida. Dotado de um extremo poder de persuasão, gosta que as coisas girem em torno dele.

Compatibilidade com os outros signos:
Rato - Altamente incompatíveis, muitas animosidades.
Boi - Incompatíveis, laços não muito estreitos.
Tigre - Excelente Compatibilidade. Felicidade no amor e nos negócios.
Coelho - Incompatíveis, ausência de cooperação.
Dragão - Compatíveis, mas sem exageros.
Serpente - Não muito compatíveis, dificuldade de comunicação.
Cavalo –Boa Compatibilidade, formam um bom par.
Carneiro - Boa Compatibilidade, afinidade mutua.
Macaco - Não muito compatíveis, a não ser que movidos por interesses comuns.
Galo - Não muito compatíveis, choques de personalidade.
Cão - Excelente combinação, afinidade e compreensão.
Porco - Compatibilidade moderada. Alguns interesses comuns.

Horas Governadas Pelo Cavalo: 11h às 13h

Elementos:

25/01/1906 a 12/02/1907 Fogo
11/02/1918 a 31/01/1919 Terra
30/01/1930 a 16/02/1931 Metal
15/01/1942 a 04/02/1943 Água
03/02/1954 a 23/01/1955 Madeira
21/01/1966 a 08/02/1967 Fogo
07/02/1978 a 27/01/1979 Terra
27/01/1990 a 14/02/1991 Metal

Hiro Pictures, Images and Photos

CARNEIRO - Nome Chinês: Yáng
13/02/1907 a 01/02/1908
01/02/1919 a 19/02/1920
17/02/1931 a 05/02/1932
05/02/1943 a 25/01/1944
24/01/1955 a 11/02/1956
09/02/1967 a 29/01/1968
28/01/1979 a 15/02/1980
15/02/1991 a 03/02/1992

O Carneiro é o signo mais feminino do horóscopo chinês. É integro, sincero e se emociona com facilidade. Tem tendências a ser uma pessoa gentil e compassivo e perdoa com grande facilidade. Tudo isso e seu coração bondoso faz com que a sorte sorria para os nativos de Carneiro.

Apesar de todas as qualidades , eles não suportam muita disciplina ou criticas e acha muito difícil trabalhar sob pressão.

Compatibilidade com os outros signos:
Rato - Incompatíveis, pequenas animosidades.
Boi - Indiferença, não há cooperação.
Tigre - Compatibilidade mediana. Sem confrontos graves.
Coelho - Excelente Compatibilidade, sucesso e prosperidade.
Dragão - Boa Compatibilidade, relações moderadas.
Serpente - Compatíveis quando conveniente.
Cavalo - Boa Compatibilidade, união feliz.
Carneiro - Boa Compatibilidade, laços favoráveis.
Macaco - Compatibilidade moderada, sem atração.
Galo - Falhas de comunicação e reservas. Tolerância moderada.
Cão - Incompatível, relacionamento difícil.
Porco - Compatíveis, compreensão apoio.

Horas Governadas Pelo Cavalo: 13h às 15h

Elementos:

13/02/1907 a 01/02/1908 Fogo
01/02/1919 a 19/02/1920 Terra
17/02/1931 a 05/02/1932 Metal
05/02/1943 a 25/01/1944 Água
24/01/1955 a 11/02/1956 Madeira
09/02/1967 a 29/01/1968 Fogo
28/01/1979 a 15/02/1980 Terra
15/02/1991 a 03/02/1992 Metal

Ritsu and a Monkey Pictures, Images and Photos

MACACO - Nome Chinês: Hóu
02/02/1908 a 21/01/1909
20/02/1920 a 07/01/1921
06/02/1932 a 25/01/1933
25/01/1944 a 12/02/1945
12/02/1956 a 30/01/1957
30/01/1968 a 16/02/1969
16/02/1980 a 04/02/1981
04/02/1992 a 22/01/1993

O Macaco é o inventor do horóscopo chinês. É um improvisador e motivador com complexo de grandeza, capaz de atrair a todos com seu carisma e astúcia incomparáveis. Resolverá problemas com uma facilidade inerente a ele e perseguirá o sucesso até alcança-lo.

Nas múltiplas personalidades do macaco o que mais se destaca é a confiança. Ele se julga capaz de passar todo mundo para trás.

Compatibilidade com os outros signos:
Rato - Muito compatível, amor e contentamento.
Boi - Compatibilidade moderada, muitas barreiras.
Tigre - Incompatíveis. incompreensão e suspeitas.
Coelho - Compatibilidade moderada, rivalidade.
Dragão - Excelente união, amor e compreensão reciproca.
Serpente - Nada especial, Compatibilidade afetada por suspeitas mutuas.
Cavalo - Compatibilidade boa, um aceitará o outro.
Carneiro - Compatibilidade abalada pela falta de compreensão mutua. No máximo cordiais.
Macaco - Compatíveis no trabalho e casamento. Sem rivalidades.
Galo - Comunicação boa até certo ponto. Indiferentes.
Cão - Compatíveis, amigáveis e respeito mutuo. Sem rivalidades.
Porco - Boa Compatibilidade no amor e nos negócios.

Horas Governadas Pelo Macaco: 15h às 17h

Elementos:

02/02/1908 a 21/01/1909 Terra
20/02/1920 a 07/01/1921 Metal
06/02/1932 a 25/01/1933 Água
25/01/1944 a 12/02/1945 Madeira
12/02/1956 a 30/01/1957 Fogo
30/01/1968 a 16/02/1969 Terra
16/02/1980 a 04/02/1981 Metal
04/02/1992 a 22/01/1993 Água

Kureno Pictures, Images and Photos

GALO - Nome Chinês: Ji
22/01/1909 a 09/02/1910
08/02/1921 a 27/01/1922
26/01/1933 a 09/02/1934
13/02/1945 a 01/02/1946
31/01/1957 a 17/02/1958
17/02/1969 a 05/02/1970
05/02/1981 a 24/01/1982
23/01/1993 a 09/02/1994

O Galo é o herói impávido do horóscopo, mal-compreendido por todos os outros signos.

Exteriormente é auto confiante e agressivo, mas por dentro não é assim tão seguro de si. Existem dois tipos de galos: os faladores inflamados e os observadores perspicazes. Ambos adoram gabar suas qualidades para todos que os cercam.

O Galo é um perito em expressar-se, adora discutir e se puder, tentará converter o mundo inteiro ao seu modo de pensar, pois sempre julga estar certo.

Compatibilidade com os outros signos:
Rato - Incompatíveis. No máximo se tolerarão.
Boi - Excelente união, sucesso juntos.
Tigre - Incompatíveis, pequenos choques que esfriam a relação.
Coelho - Incompatíveis. Discórdia e falta de compreensão.
Dragão - Compatíveis. União próspera e feliz.
Serpente - Excelente união, compreensão e confiança mutua.
Cavalo - Compatibilidade difícil, barreiras de personalidade a transpor.
Carneiro - Reservas dificultam o relacionamento. Tolerância moderada.
Macaco - Compatíveis até certo ponto. Tolerância ajuda quando há interesses comuns.
Galo - Incompatíveis, choques e lutas interferem no relacionamento.
Cão - Compatibilidade mediana, ressentimentos ocultos abalam a relação.
Porco - Compatíveis, mas a personalidade de ambos atrapalha um pouco.

Horas Governadas Pelo Galo: 17h às 19h

Elementos:

22/01/1909 a 09/02/1910 Terra
08/02/1921 a 27/01/1922 Metal
26/01/1933 a 09/02/1934 Água
13/02/1945 a 01/02/1946 Madeira
31/01/1957 a 17/02/1958 Fogo
17/02/1969 a 05/02/1970 Terra
05/02/1981 a 24/01/1982 Metal
23/01/1993 a 09/02/1994 Água

shigure - dog. Pictures, Images and Photos

CÃO - Nome Chinês: Gou
10/02/1910 a 29/01/1911
28/01/1922 a 15/02/1923
14/02/1934 a 03/02/1935
02/02/1946 a 21/01/1947
18/02/1958 a 07/02/1959
06/02/1970 a 26/01/1971
25/01/1982 a 12/02/1983
10/02/1994 a 30/01/1995

O Cão é o signo que se faz amar naturalmente (afinal quem resiste a um cãozinho), principalmente quando é honesto, inteligente e leal. No geral São muito atraentes e vigorosos e não consegue um ignorar um pedido de socorro de quem quer que seja. As vezes protegem os interesses alheios mais ferozmente que seus próprios interesses.

Um cão raramente abandona o lar, e quando o faz, é por que as coisas realmente vão mal.

Compatibilidade com os outros signos:
Rato – Compatíveis, respeito mútuo.
Boi - Média Compatibilidade, sem comunicação.
Tigre – Excelente Compatibilidade, sucesso e prosperidade no amor e negócios.
Coelho – Boa Compatibilidade, afinidade e confiança.
Dragão – Incompatíveis ao extremo, desconfiança e incompreensão.
Serpente – Compatíveis, áreas de interesse comum.
Cavalo –Boa Compatibilidade, felicidade e sucesso.
Carneiro –Incompatíveis, haverá no máximo tolerância. Não trabalham bem juntos.
Macaco – Boa Compatibilidade, cooperação mútua.
Galo – Compatibilidade moderada, alguns choques.
Cão – Compatíveis. Relação amigável.
Porco – Compatíveis moderadamente. Relacionamento agradável.

Horas Governadas Pelo Cão: 19h às 21h

Elementos:

10/02/1910 a 29/01/1911 Metal
28/01/1922 a 15/02/1923 Água
14/02/1934 a 03/02/1935 Madeira
02/02/1946 a 21/01/1947 Fogo
18/02/1958 a 07/02/1959 Terra
06/02/1970 a 26/01/1971 Metal
25/01/1982 a 12/02/1983 Água
10/02/1994 a 30/01/1995 Madeira

kagura pig Pictures, Images and Photos

PORCO - Nome Chinês: Zhu
30/01/1911 a 17/02/1912
16/02/1923 a 15/02/1924
04/02/1935 a 23/01/1936
22/01/1947 a 09/02/1948
08/02/1959 a 27/01/1960
27/01/1971 a 15/01/1972
13/02/1983 a 01/02/1984
31/01/1995 a 18/02/1996

O Porco é o sujeito tipicamente bondinho, que busca a harmonia , tenta evitar qualquer tipo de discussão e quando não dá mesmo, com certeza não guardará ressentimentos. Por essas e outras, o Porco terá sempre amizades duradouras e espera que os outros tolerem suas fraquezas com a mesmo condescendência que agem com os outros.

É fácil confiar numa pessoa tão bondosa. E é exatamente essa ingenuidade crédula que o faz vítima dos embrulhões.

Compatibilidade com os outros signos:
Rato – Compatíveis, relacionamento pacífico, partilham interesses comuns.
Boi - Compatíveis de forma moderada, sem vínculos permanentes.
Tigre – Compatíveis, trabalham bem juntos.
Coelho – Compatíveis, possibilidade de sucesso, sem conflitos.
Dragão – Compatíveis até certo ponto, cooperação mutua.
Serpente – Incompatíveis, conflitos permanentes.
Cavalo – Compatibilidade moderada, sem atração especial.
Carneiro – Compatíveis, compreensão mútua, união feliz.
Macaco – Compatíveis, mas com união delicada.
Galo – Compatibilidade moderada, cooperação quando necessário.
Cão – Compatíveis, respeito mútuo.
Porco – Incompatíveis, choques de personalidade.

Horas Governadas Pelo Porco: 21h às 23h

Elementos:

30/01/1911 a 17/02/1912 Metal
16/02/1923 a 15/02/1924 Água
04/02/1935 a 23/01/1936 Madeira
22/01/1947 a 09/02/1948 Fogo
08/02/1959 a 27/01/1960 Terra
27/01/1971 a 15/01/1972 Metal
13/02/1983 a 01/02/1984 Água
31/01/1995 a 18/02/1996 Madeira

Animação japonesa usa o Brasil como cenário!

Michiko to Hatchin Pictures, Images and Photos

Nem todas as animações japonesas se passam em mundos de fantasia medievais ou em planetas cheios de bichinhos colecionáveis. Algumas vezes elas podem acontecer em mundos muito mais familiares, como aquele que você encontra em “Michiko e Hatchin”.

Com cenário inspirado no Brasil (uma favela no Rio de Janeiro, nos primeiros episódios), a série estreou no Japão na segunda metade de 2008, e é produzida pelo estúdio Manglobe, responsável por animês famosos como “Samurai champloo”.

“Michiko e Hatchin” conta a história de Michiko Malandra, uma mulher que foge da prisão para resgatar Hana “Hatchin” Morenos, que está sofrendo nas mãos de seus pais adotivos. Os episódios, nomeados com termos em português, mostram favelas, pontos tradicionais do Rio de Janeiro e incluem até mesmo uma viagem para a Amazônia.

Ainda não existe previsão para a estreia de “Michiko e Hatchin” no Brasil – a série está chegando nos últimos episódios no Japão. Apesar disso, é possível encontrar na internet versões legendadas em português dos episódios exibidos no Japão.



Fidelidade


O animê tem uma fidelidade com a ambientação que é difícil de encontrar em outras produções internacionais que se passem no Brasil. “Até a moeda corrente é desenhada igual ao real”, conta Hiromi Konishi, coordenadora de projeto do animê (como são chamadas as animações japonesas).

Em busca dessa “inspiração” brasileira, os produtores da série (incluindo a diretora Sayo Yamamoto) vieram até o Brasil em 2007.

Outro ponto brasileiríssimo do animê é a trilha sonora, coordenada por Shinichiro Watanabe (diretor do animê “Cowboy bebop”) e assinada pelo carioca Kassin (+2 , Artificial, Orquestra Imperial), marido de Konishi.

Trabalhando à distância, Kassin diz que só vê a animação muito tempo depois de terminar as trilhas: Recebo roteiros e sugestões de como devem ser as músicas, essas sugestões vêm do Shinichiro e são muito precisas”, diz, elogiando o diretor, “a direção musical dele é brilhante”.

Cantam na trilha, em português, Thalma de Freitas, Nina Becker, Bnegão, Wilson das Neves, Ritchie e o próprio Kassin - enquanto a música de abertura, “Paraíso”, fica a cargo do grupo japonês Soil & “Pimp” Sessions. O disco com a trilha sonora original vai às lojas no Japão nesta sexta-feira (23).

Fonte: http://animespirits.net/

O Segredo dos Samurais

Samurai X Pictures, Images and Photos
Origens:
A origem do nome samurai vem do verbo 'saburau' (servir, seguir o senhor). Segundo o professor Rizo Takeuchi em sua obra "Nihon Shoki" (crônicas do Japão), um dos livros mais antigos do país datado de 720 d.C. existem referências de samurais como "saburai-bito" (pessoa que serve o patrão). No início do período Heian (794-1192) , designava-se por 'saburai' aquele que servisse o palácio da imperatriz, das concubinas do soberano ou príncipes regentes da corte. Nessa época já havia uma hierarquia dentro do palácio para com os 'saburais' , que encaixavam-se acima dos criados e outros servidores comuns.
Mas, o saburai ainda não exercia funções militares, sendo assim era apenas um serviçal comum que não pertencia a nenhuma classe casta e nem era considerado funcionário militar ou do governo. Não existiam na corte funcionários encarregados de tarefas civis ou militares, ou seja, civis podiam ocupar cargos de comando militar e vice-versa.
As raízes do samurai, ou indo mais a fundo, de seu espírito, podem ser encontradas segundo os historiadores , em épocas bem mais remotas. Entre os objetos encontrados nos famosos túmulos (kofun), datados entre o século IV , são comuns encontrar armas e outros aparatos de guerra dos mais variados tipos : espadas, lanças, escudos, armaduras, capacetes, flechas e arcos.
Isso mostra que existiam guerreiros fortemente armados e prontos para a luta, mesmo antes do aparecimento de registros históricos do país, como o 'kanji' (escrita chinesa, só introduzida no século VI no arquipélago nipônico). Nos primeiros séculos da era cristã, foi formando-se o estado Yamato, resultante de muitas lutas e derramamento de sangue entre os grupos tribais e clãs.

Os samurais e as primeiras batalhas:
A partir do século XI, com as freqüentes rivalidades entre os governadores das provinciais de um lado e os proprietários locais de 'shôen' e 'myôshu' de outro; os proprietários residentes nas suas próprias terras, buscaram apoio dos grandes fidalgos da cidade, os Fujiwara, que tinham o poder de nomear e demitir governadores.
Os 'shôen' procuraram e obtiveram o direito de recusa da interferência oficial em seus assuntos administrativos e fiscais; mas, essa autonomia dependia de cargos dos altos funcionários (aristocratas) e do próprio governo central, o que constituía uma grave contradição do sistema.
Tudo isso só resolveu-se com o fortalecimento do caráter autônomo dos administradores de 'shôen' e também dos 'myôshu', que foram subindo em importância e tornaran-se aos poucos os efetivos organizadores, mentores da produção de 'shôen' e líderes dos lavradores. Não demorou muito e tornaram-se samurais, embora ainda por por muito tempo mantiveram-se no cultivo da terra. Verificou-se um desenvolvimento do poder econômico e político dos administradores de 'shôen' e 'Myôshu'.
Os mais poderosos organizaram milícias e travaram grandes lutas junto aos governos provinciais ou até entre si mesmo, apenas com a finalidade de conseguirem terras ou influências. Transformando-se em samurais fortaleceram a união de seu clã, ensinando os lavradores por eles liderados os 'myôshu' e outros a se armar e também a preparar-se militarmente , organizando-se ao lado do pessoal de seu clã 'ie-no-ko'.
Esses elementos no comando de suas forças, evoluíram inicialmente para senhores de uma área mais ou menos limitada, depois para uma ampla região quando eram bem sucedidos em suas disputas e os samurais surgiram não somente do 'shôen' e outras terras particulares, como também dos territórios administrados por governadores provinciais. Isso se deveu a grande autonomia dos 'shôen', que fugiam ao controle oficial.
As terras públicas restantes transformaram-se numa espécie de 'shôen', embora tivessem como seu proprietário legal o governo central. Isto foi mais um exemplo da deterioração do regime 'Ritsuryô', o governador da província não tinha mais o poder de chefe executivo, ficava então reduzido à condição de um simples administrador local de terras públicas chamadas 'kokugaryô' (domínios do governador), que assumiam características de 'shôen', quando o governador as administrava como se fossem suas próprias terras.
Havia também os governadores que assumiam os cargos na capital, mas não se dirigiam à província. Aproveitavam para si as receitas provenientes de terras que pertenciam ao poder central. O trabalho efetivo de administrar o território da província ficava entregue à funcionários nascidos de famílias importantes ou nobres locais da cidade que , sem ter como progredir no centro (onde mandava de maneira absoluta o clã de Fujiwara), aceitaram cargos administrativos no interior.
As funções desses substitutos dos governadores era substancialmente igual às dos administradores de 'shôen'. Seus cargos eram hereditários, e esses transformavam-se em proprietários das terras confiadas à sua administração e militarizavam-se. Com isso, então, acabam se tornando senhores autônomos que não mais obedeceram o poder central.

Características de um samurai:
O samurai tinha como característica peculiar gritar o seu nome frente a um adversário e antes do início de uma luta, o samurai declamava em tom de desafio as seguintes palavras:
"Sou Yoshikyo do clã Minamoto, neto de Tomokyo, antigo vice-governador da província de Musashi e filho de Yorikyo, que distinguiu-se em vários combates nos territórios setentrionais. Eu sou de pequeno mérito pessoal, não me importa sair vivo ou morto deste embate . Assim desafio um de vocês para testar o poder de minha espada".
Estes pronunciamentos, deixando de lado seu tom estereotipado, de fanfarronice e falsa modéstia constituíam boa prova do bravo orgulho do samurai pela sua linhagem e 'background' familiar. "Na verdade o samurai lutava mais pela sua família e sua perpetuação do que por ele próprio".

O samurai estava pronto para morrer na batalha se necessário , na certeza de que sua família se beneficiaria das recompensas resultantes do seu sacrifício. Mesmo no início dos tempos o código de conduta do samurai parecia exagerar o sentido do orgulho pessoal e de 'memboku' ou 'mentsu' ("face", traduzido do japonês , que significa honra , dignidade), que muitas vezes manifestava-se em atitudes de arrogância exagerada ou fanfarronice, por parte de um samurai.
Tal comportamento era considerado natural e até psicologicamente necessário à atitude e ideologia do guerreiro. Mas, com tudo, o exagerado orgulho do samurai, não raro, fazia-o agir de maneira totalmente irracional. Um típico exemplo dessa atitude ocorreu na Guerra dos Três Anos Posteriores: numa das batalhas, um jovem de nome Kagemasa de apenas 16 anos de idade, recebeu uma flechada no olho esquerdo, com a flecha ainda cravada vista avançou sobre o inimigo e matou-o.
Um companheiro de batalha chamado Tametsugu, tentou ajudá-lo; para retirar a flecha colocou a sandália do pé no rosto do jovem samurai caído. Indignadíssimo, Kagemasa ergueu-se e declarou que embora como samurai estivesse preparado para morrer com uma flechada, nunca enquanto vivo , permitiria que um homem pusesse o pé na sua cara. E depois de proclamar essas palavras quase matou o bem intencionado Tametsugu.

Harikari:
Um aspecto do código do samurai, que fascinava e intrigava o estrangeiro, consistia na obrigação e dever que um samurai tinha de praticar o 'harakiri' ou 'sepukku' (evisceração), em determinadas circunstâncias.
De acordo com alguns registros o primeiro samurai a praticar o 'harakiri' teria sido Tametomo Minamoto em 1170 d.C., após perder uma batalha no leste. Samurai lendário pertencente ao clã Minamoto, Tametomo era conhecido por sua descomunal força e valor individual nos combates.
Participou das famosas lutas do incidente (na prática, golpe de estado) de Hogen (1156 d.C.) , quando membros das famílias Taira e Minamoto misturaram-se com partidários da nobreza em luta na capital Heian. No incidente de Hogen evidenciou-se que o poder efetivo, já estava nas mãos poderosas dos samurais e não nas fracas mãos dos aristocratas da corte.
Nesse incidente houve apenas uma luta entre os partidários do imperador Goshirakawa e do ex-imperador Sutoku, e apenas nesse combate travado nas ruas de Heian, os partidários do 'tennô' venceram as forças do 'in' ( ex-imperador).
Existe uma outra versão segundo a qual Tametomo teria ido até as ilhas 'Ryukyu' em Okinawa, no extremo sul do arquipélago, onde, desposando a filha de um chefe local, fundou uma dinastia. Mas, a morte de Tametomo provavelmente ocorreu em 1170 d.C. , após uma derrota ; realizou-se então o 'sepukku', sendo assim efetuado o primeiro 'harakiri' registrado na história dos samurais. Vários motivos podem levar um samurai a cometer o 'harakiri': 01- A fim de admoestar seu senhor. 02- Por ato considerado indigno ou criminoso, ao exemplo, uma traição. 03- Evitar a captura em campos de batalha, já que para um samurai constitui uma imensa desonra ficar prisioneiro do inimigo e também porque é considerado uma política errada; os prisioneiros na maioria das vezes são maltratados e torturados.
O samurai tem grande desprezo por aquele que rende-se ao adversário. Por isso o código (não escrito) de honra de um samurai exige que ele se mate antes de cair prisioneiro em mãos inimigas.
Como leal servidor, o samurai sente-se na responsabilidade de chamar a atenção de seu amo pelas faltas e erros por ele apresentados. Se por fim, o samurai falhar (o conselho franco ou pedido direto), o samurai-vassalo recorre ao extremo meio de sacrificar sua vida, a fim de fazer seu senhor voltar ao bom caminho.
Dentre muitos exemplos históricos, existe o de um samurai subordinado que imolou-se para chamar a atenção de seu suserano; isso aconteceu na vida de Nobunaga Oda, um dos mais brilhantes generais da época das guerras feudo nipônicas.
Nobunaga Oda era violento e indisciplinado quando jovem, ninguém conseguia corrigi-lo. Um samurai-vassalo, que servia à família Oda por muito tempo, praticou o 'sepukku' de advertência. Conta-se que, diante desse incrível sacrifício do devotado servidor, Nobunaga mudou de conduta, assumindo responsabilidades de chefe do clã e marchando para sucessivas vitórias.

Criança samurai:
Os filhos de samurais recebiam desde cedo uma educação apropriada à classe guerreira, que resumia-se em duas ordens de aprendizado: 01- Escrita chinesa e conhecimentos de clássicos japoneses e chineses. 02- Manejo de armas a partir dos 5 anos de idade; aprendendo a lidar com pequenos arcos e flechas, feitos a partir de finos pedaços de bambu, atirando contra alvos ou caças como veados e lebres, tudo sob orientação paterna. Treinavam também equitação, indispensável para um bom guerreiro.
O samurai considerava como ponto de honra e regra geral, ele próprio educar os filhos (com a indispensável cooperação da esposa), empenhando-se no sentido de incluir nas suas almas os princípios de piedade filial, lealdade e devoção ao senhor, coragem e autodisciplina que os tornassem, por sua vez samurais dignos de levar o nome.
A criança ingressava com a idade de 10 anos num mosteiro budista, onde permanecia durante 4 ou 5 anos, recebendo uma educação rigorosa e intensiva.
De manhã, lia-se o sutra e depois treinava-se caligrafia até o meio-dia. Após o almoço, o aluno ia às aulas de matérias gerais, seguidas de exercícios físicos. E finalmente, a noite normalmente era reservada para a poesia e música, os samurais apreciavam em particular a shakuhachi ou fue (flauta de bambu), como instrumento masculino.

Casamento samurai:
Como regra geral o casamento era arranjado pelos pais, com o consentimento silencioso dos jovens. Mas, também não se descartava a hipótese dos próprios jovens arrumarem seus pretendentes. Na maioria dos casos segundo os velhos costumes, as preliminares eram confiadas a um (uma) intermediário(a).
Nas famílias dos samurais, a monogamia tornou-se regra, mas no caso de esterilidade da mulher, o marido tinha o direito de possuir uma "segunda esposa" (como na aristocracia), pertencente à mesma classe ou de casta inferior.
Mas depois no século XV, esse costume acabou-se, no caso do casal não ter filhos e assim sendo não possuir herdeiros, recorria-se ao processo de 'yôshi' (adoção) de um parente ou de um genro.
Como norma geral o casamento constituía assunto estritamente familiar e se realizava dentro dos limites de uma mesma classe.
Com tudo, os interesses políticos às vezes rompiam as barreiras dos laços familiares, transformando o matrimônio em assunto de estado.
Na aristocracia existiu um famoso ocorrido, o caso da família Fujiwara que a fim de manter a hegemonia da família nas altas posições junto à corte: casou suas filhas com herdeiros do trono e outros membros da família imperial.
De modo semelhante, chefes de clãs samurais promoviam políticas de alianças por meio de casamento, dando suas filhas em matrimônio a senhores vizinhos ou outras pessoas influentes.

A esposa de um samurai:
Na classe samurai, mesmo não tendo uma autoridade absoluta, a mulher ocupava uma posição importante na família. Quase sempre dispunha de um controle total das finanças familiares, comandando os criados e cuidando da educação dos filhos e filhas (sob orientação do marido).
Comandavam também a cozinha e a costura de todos os membros da família. Tinham a importante missão de incutir na mente das crianças (meninos e meninas), os ideais da classe samurai que eram: não ter medo diante da morte; piedade filial; obediência e lealdade absoluta ao senhor; e também os princípios fundamentais do budismo e confucionismo.
Com todas essas responsabilidades, a vida de esposa de um samurai não era nada invejável. Com muita freqüência, o samurai estava ausente prestando serviço militar ao seu senhor; e em tempo de guerra o samurai às vezes era forçado a defender seu lar, pois conforme os reveses da batalha poderiam virar alvo de ataques inimigos.
Nessas ocasiões de perigo para a família, não era difícil a mulher combater ao lado do marido, usando de preferência a 'narigada' (alabarda), arma que aprendiam a manejar desde cedo.
Mesmo não tendo o refinamento das damas da nobreza, pela qual os samurais nutriam certo desprezo, a mulher samurai possuía conhecimentos dos clássicos chineses e sabia compor versos na língua de Yamato, ou seja, no japonês puro, usando 'kana'.
As crônicas de guerra, como o 'Azuma Kagami', contam-nos que esposas de samurais lutavam na defesa de seus lares, empunhando alabarda, atirando com arco ou até acompanhando seus maridos nos campos de batalha. Essas mulheres demonstravam muita coragem ao enfrentarem o perigo sem medo.
Sem perder a feminilidade essas esposas, cuidavam de sua aparência vestiam-se com esmero; gostavam de manter a pele clara, usando batom e pintando os dentes de preto (tingir os dentes de preto era hábito de toda mulher casada), arrancavam a sobrancelha e cuidavam com muito carinho dos longos cabelos escuros.

Justiça samurai:
Todo homem e toda mulher eram considerados responsáveis pelos seus atos, primeiramente em relação à sua família. Um chefe de família tinha o direito de impor castigo sobre sua família e servidores, não podendo, contudo aplicá-lo em público.
O samurai obedecia na aplicação da justiça aos preceitos estabelecidos pelo Kamakura Bakufu, sobretudo contidos no Joei Shikimoku e no Einin-Tokusei-rei (1297 d.C.), ou seja, a lei da Benevolência ou ato de Graça da Era Einin.
Quando um samurai cometia um grave delito no início dos tempos do regime feudal, não havia pena de morte, então o samurai cometia voluntariamente o 'sepukku'; mas já no século XVII, formalizou-se a pena de morte por meio do 'harakiri'.
Após essas épocas o samurai era geralmente punido por meio do exílio a uma província longínqua, o que equivalia a transferir seus direitos e propriedades a um herdeiro. Ou ainda confiscar a metade de suas terras, ou bani-lo para fora de seu domínio, isso no caso de adultério. Os samurais não tinham direito de apelação, dependendo do julgamento e pena a que fossem submetidos.

A alimentação de um samurai:
No início do período Kamakura, os samurais, tanto de alta como de baixa categoria, constituíam uma classe humilde que geralmente não conheciam os bons hábitos e maneiras refinadas da corte. Os samurais alimentavam-se da mesma maneira que os lavradores e estavam acostumados a uma vida vegetariana, espartana.
Alguns episódios, referentes a refeições de samurais da época, são bastante convincentes ao retratar a frugalidade dos seus hábitos alimentícios; conta-se por exemplo, que num banquete de ano novo oferecido pelo importante membro da família Chiba, ao 'shogun' Yorimoto Minamoto, do clã dos Minamoto, o cardápio consistia apenas em um prato de arroz cozido acompanhado de saquê.
Essa pobreza, aos poucos vai mudando e com o passar dos tempos à vida de um samurai vai ficando mais confortável. Contudo era muito raro, os samurais comerem arroz polido, que era reservado apenas para os dias de festa. Os samurais mais pobres não conseguiam ter o arroz à mesa todos os dias, tal como a maioria dos camponeses.
Viviam principalmente de cevada, painço comum (milho miúdo) ou vermelho, e às vezes de uma mistura de arroz e cevada. A partir de 1382, após um longo período de estiagem, a fim de substituir outros cereais, os samurais começaram a desenvolver o cultivo da soba (trigo sarraceno) que então passou a suplementar o painço e a cevada na dieta da população mais pobre.
Os samurais também caçavam e conservavam a carne da caça para o alimento: salgando-a ou secando-a, para sua melhor conservação.
Animais como o urso, 'tanuki' (texugo japonês), veado, lebre, etc, forneciam proteínas aos samurais, que comiam ainda diversos legumes e cogumelos. gostavam de mochi (bolo de arroz), sembei (bolacha de arroz), yakimochi (mochi assado), chimaki (bolinho de arroz enrolado em folha de bambu), etc. Peixes de água salgada ou doce, algas, frutos do mar, entravam igualmente no cardápio dos samurais.
Até os tempos de Kamakura, a alimentação do samurai em batalha apresentava-se menos variada. A única recompensa por ele recebida, era o arroz e o principal problema consistia em como cozinhar o cereal, pois, o arroz cozido deteriorava-se rapidamente, principalmente no verão, o fato é que os samurais não levavam panela para a guerra.
Um dos meios mais simples de cozinhar arroz consistia em embrulhar os grãos num pano após lavados em água corrente e enterra-los no chão. Sobre o mesmo chão acendia-se uma fogueira ou em último caso, o guerreiro comia o arroz cru; muitas vezes o samurai assava o arroz embrulhando-o em folhas ou tubos de bambu.
O alimento dos exércitos de samurais, em épocas mais recentes consistia normalmente de arroz cozido numa panela, bonito, seco e rapado, várias espécies de peixe seco e salgado, alga marinha e às vezes legumes secos, miso (pasta salgada de feijão), 'umeboshi' (ameixa posta em salmoura e seca), era muito apreciada pelos guerreiros, principalmente no verão, porque fornecia sal e possuía algum valor terapêutico.
Do século XIV em diante, o arroz tornou-se o principal alimento dos samurais e lavradores e se reconheceu que a dieta diária de um homem deveria ter cinco 'gô' (cerca de 900 gramas) desse cereal descascado.

Fonte: http://www.animepro.com.br/

Kyo Souma

Kyo Sohma (carrot top) Pictures, Images and Photos

Kyo Souma (草摩 夾)
Rival de briga de Yuki. Seu animal é o gato, que não existe no horóscopo chinês, por essa razão ele acredita que se vencer o rato (Yuki), poderá ingressar nos doze signos. Kyo adora artes marciais e viveu algum tempo nas montanhas como forma de treinamento. Logo à primeira vista parece um sujeito insensível e sem tato para com os outros, mas isso é devido a rejeição que sofreu na infânicia por ele ser o gato.Sua mãe morreu quando ele era pequeno e muitos dizem que ela se suicidou por culpa de Kyo. Após isso seu pai o abandonou e ele foi adotado pelo neto do antigo possuido do gato, que o ensinou artes marciais. Nutre um sentimento especial por Tohru e se acha indigno disso. Se sente culpado em relação a Kyoko (falecida mãe da Tohru) e o porque disso é revelado no mangá 20.