Tamy Itsumo Otome ~[Hiatus]~: Abril 2009

Blog melhor visualizado pelo fire fox.

Caso não tenha recomendo baixar

domingo, 12 de abril de 2009

Fruits Basket: Episódio 10 - Está Tudo Limpo, Seja Preto ou Seja Branco



Caso queira assistir ao episódio 09 ou 11 vá ao link abaixo:

Episódio 09

Episódio 11

Hoje assisti Dragon Ball Evolution!

dragonball evolution Pictures, Images and Photos

E venho contar as novidades! (não tudo pra não estragar a surpresa! ^^)

Bem, pra começar, fugiram um pouco do contexto original do anime!

Anime/Mangá: Goku perde seu avô quando era bem novinho, e foi o Goku mesmo que o matou quando ele se transformou em macaco

Filme: Goku vive com seu avô até os 18 anos, quando Piccolo (daymao, sei lá como se escreve) o mata.

Anime/Mangá: Goku luta contra o Piccolo ainda novinho

Filme: Goku luta contra o Piccolo aos seus 18 anos!

Anime/Mangá: Goku não se importa em demonstrar sua força as pessoas, nunca foi a uma escola, e nunca se enteressou por namoro

Filme: Goku não luta contra garotos da escola porque seu avô não deixa, ele esta no colegial e ainda quer ter uma vida normal e ter uma namorada

Anime/Mangá: Goku conhece a Chichi numa ilha com o rei Cutelo.

Filme: Goku conhece a Chichi no colegial, e ela é namorada de um dos caras que azucrinam ele no colégio

Anime/Mangá: Piccolo quer as esferas do dragão para ter a juventude eterna e ficar mais forte

Filme: Piccolo quer as esferas do dragão para conseguir o poder para dominar o universo

Bem... tem várias outras coisas no filme que são completamente diferentes do anime! E isso eu achei chato, mais é um bom filme... o Piccolo é o vilão e de certa maneira, o Goku tbm acaba ficando do mal mais depois (suspence)

Doujinshi Sesshoumaru e Rin: Página 04


O que é Shoujo?

Shoujo



Shojo, ou Shôjo, ou Shoujo (do japonês 少女, menina) é um termo usado para referir animes e mangás para (a maioria) garotas, entre 10 e 18 anos. Os mais conhecidos no Ocidente, são os romances ou comédias românticas que normalmente envolvem personagens da mesma idade do público alvo (adolescentes). Entretanto, também é possível encontrar shoujo mangás que tenham conteúdo adulto, histórico, de ficção científica ou terror, por exemplo.

Informações gerais



Na maioria das vezes, um mangá/anime shoujo mostra os sentimentos que o personagem sente ao decorrer da série, como Lovely Complex, flores de cerejeira indicando um flashback ou algum momento dramático, assim como Sakura Card Captors.



Outros animes/mangás que contem shoujo são Onegai Teacher,Special A, Tokyo Mew Mew, Corrector Yui, Guerreiras Mágicas de Rayearth, Fushigi Yugi, Fruits Basket, Shugo Chara, Vampire Knight, Rosario Vampire ( ecchi), H2O footprints in the sand, True Tears, Clannad(anime)minami-ke,Itazura na kiss, Ouran High School Host Club, paradise kiss, princess princess entre muitos outros.

BoA - Valenti

Lendas Japonesas: Como um velho perdeu sua verruga

Old man Pictures, Images and Photos

Há muito tempo atrás um velhinho morava com sua esposa perto de uma floresta. Na juventude ele fora um belo rapaz, mas à medida que envelhecia, uma feia verruga cresceu-lhe na face, ficando, com a idade, cada vez maior. Durante anos, recorreu a médicos e magos e experimentou pós e poções, mas nada adiantou. Por fim resignou-se com a verruga e tentava mesmo brincar a respeito.
Um dia, o velho precisou de lenha para o fogo; foi então para as montanhas e cortou algumas achas. Fazia um dia fresco de outono e ele se sentia tão feliz que nem viu as nuvens se adensarem. Quando caíram as primeiras gotas, correu a procurar abrigo. Encontrou uma árvore oca e lá se escondeu, no extao momento em que irrompeu a tempestade. Trovões sacudiam as montanhas e raios cintilavam ao seu redor; ele, porém, estava seco e seguro. Depois de muitas horas, a tempestada amainou e o velho saiu de seu refúgio. Ouviu vozes à distância e pensou que seus vizinhos tinham vindo à sua procura. Mas quando viu do que se tratava, pasmou horrorizado - uma horda de gnomos e demônios se aproximava!
Mais que depressa, volou para seu esconderijo na árvore, tremendo de medo. Os demônios chegaram e um dos gnomos - o mais horrendo de todos e obviamente o chefe - dirigiu-se ao seu bando, dizendo com um gesto:
- Vamos dar uma festa aqui.
Então o rei-demônio acomodou-se de costas para o velho, na frente da árvore oca. O pobre homem quase desmaiou de medo.
Os demônios organizaram rapidamente um piquenique e começaram a cantar. O velho observava atônito - nunca vira nada semelhante. Mas quando os demônios começaram a dançar, não pôde conter o riso. Eram desajeitados e deselegantes, e todos pareciam ridículos, dando coices para todo lado e caindo. Finalmente, o rei dos demônios com um gesto ordenou aos dançarinos que parassem.
- Vocês são ruins demais! - disse, se lastimando. - Não existe ninguém aqui que saiba dançar bem?
Ora, o velho adorava dançar e sabia dançar muito bem. - Eu poderia ensinar-lhe uns passos - pensou consigo mesmo, mas não ousava revelar sua presença, temendo que os demônios o matassem. O rei-demônio tornou a perguntar se alguém sabia dançar e o velho continuava dividido entre seu amor pela dança e seu medo dos demônios. O rei-demônio perguntou uma terceira vez e o velho mandou seus receios às favas.
Saiu da árvore e curvou-se perante o chefe dos demônios.
- Eu sei dançar, meu senhor - disse e começou a fazê-lo.
Os demônios ficaram escandalizados por terem um homem em seu meio, mas, bem logo, admiraram a arte do velho. Começaram a marcar o ritmo com seus cascos, acompanhando a música e alguns se juntaram ao velho. Por sua vez, o velho sabia que sua vida dependia de ele dançar bem, de forma que pôs toda sua alma e todo seu coração em seus movimentos e divertiu-se, realmente. Quando parou, o rei-demônio aplaudiu e convidou-o a sentar-se ao seu lado, oferecendo-lhe um copo de vinho.
- Você precisa voltar amanhã para dançar para nós - o rei-demônio disse.
- Gostaria muito de vir - respondeu o velho.
Um dos conselheiros do rei admoestou-o. - Não se ode confiar nos homens. Precisamos ficar com algo que nos dê certeza de que ele vai voltar. - Infelizmente, o velho nada trazia de valor consigo.
- Bem, então - o rei-demônio disse - vou ficar com isto como penhor - e, estedendo a mão, agarrou a verruga do velho e arrancou-a com a facilidade de quem arranca um pessêgo maduro.
- Trate de voltar amanhã - ordenou, e todos os gnomos desapareceram.
O velho mal podia acreditar no que acontecera. Passou a mão pelo rosto e percebeu o quão suave - e simétrico! - estava. Ficou tão feliz, que foi para casa pulando, cantando - e dançando - durante todo o trajeto. A esposa, ao vê-lo livre da verruga, mostrou-se eufórica e ambos celebravam sua boa sorte.
Ora, o velho tinha um vizinho malvado e vaidoso que também tinha uma verruga e que nunca se cansara de procurar um tratamento para ela. Quando soube da celebração, foi espiar e ficou perplexo ao ver que a verruga do velho havia sumido. este homem invejosos imediatamente perguntou o que acontecera e o velho lhe contou a história dos demônios. O vizinho, então, insistiu para ir vê-los, no dia seguinte, em lugar do velho.
No dia seguinte, pois, o vizinho vaidoso rumou para as montanhas e encontrou a árvore oca, exatamente como o velho lhe dissera. E, sem sombra de dúvida, ao anoitecer, o bando de demônios apareceu.
- Onde está o velho que ia dançar para nós? - o rei-demônio perguntou. O mau vizinho rastejou para fora da árvore, tremendo de pavor. - Aqui estou! - disse e começou a dançar. Ele, no entanto, nunca havia aprendido a dançar; considerava a dança aviltante à sua dignidade de forma que apenas pulava de um lado para outro, agitando os braços. Ele achava que os demônios não iriam notar a diferença, porém o rei ficou ofendido.
- Mas que coisa horrível! - o rei-gnomo exclamou. - Você não está dançando como ontem! - O rei não atinara que estava tratando coim outra pessoa porque, a seu ver, todos os humanos eram iguais. - Não dá para agüentar! - o rei-demônio gritou, afinal. Vasculhou o bolo e encontrou a verruga.
- Olhe, devolvo-lhe o penhor.
Dizendo isso, atirou a verruga no homem vaidoso e esta grudou-lhe no rosto e não havia dúvida: tinha duas verrugas, uma em cada face! Esgueirou-se para dentro de casa bem mais trade da noite, e ninguém viu sua cara nunca mais porque, desse dia em diante, passou a usar um chapéu de abas largas, bem enfiado na cabeça.
Quanto ao velho que perdeu sua verruga, ele viveu ainda muito tempo e dançava quando se sentia feliz. O que, na verdade, acontecia quase sempre!

Hatsuharu Souma

hatsuharu the ox Pictures, Images and Photos

Hatsuharu Souma ou Haru
Primo de Kyo e Yuki. É um ano mais novo que eles, tem a idade de Momiji. Seu signo chinês é o boi. Gosta muito do Yuki, e tem um lado sombrio que não consegue controlar quando fica nervoso,o "Black Haru", mas quando está normal ele é calmo e de poucas palavras. Na história é namorado da Isuzu Souma (Rin), que é o cavalo, e não desiste dela quando o relacionamento acaba, conseguindo trazê-la de volta para si.